• Acessibilidade:

José Fernandes

José Fernandes é escritor. Sucedeu o acadêmico Gerson de Castro Costa.


Data de nascimento: 18/03/1946

Data de posse: 20/05/1993

Cadeira Nº 21

Posição: 3° ocupante

Nascido a 18 de março de 1946, em Alto Rio Doce, Minas Gerais, José Fernandes é Graduado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Mestre em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina e Doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi Professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, de 1973 a 1983, e da Universidade Federal de Goiás, de 1983 a 1995, quando se aposentou. Pronunciou centenas de conferências no país e no exterior. Publicou, além de inúmeros artigos em jornais, revistas nacionais e estrangeiras, os livros A polifonia do verso (1978) e Lendas terena e kadwéu (1981) em co-autoria com Orlando Antunes Batista. Depois vieram O poeta da linguagem (1983), O poeta do pantanal (1984), O existencialismo na ficção brasileira (1986), que recebeu os prêmios Silvio Romero, da Academia Brasileira de Letras, e Instituto Nacional do Livro; A loucura da palavra (1987), Dimensões da literatura goiana (1992), Prêmio José Décio Filho; Potocas de sempre, em co-autoria com Judite Miranda; O poema visual, Vozes, 1996; Técnicas de estudo e pesquisa, Kelps, 1999, 2000, 2001(duas edições), 2002, 2004, 7ª Edição; Assombramentos, Kelps, 1999; Cicatrizes para afagos, Kelps, 2002; Contos escolhidos. Sucesso Pocket, 2004; O selo do poeta, Gallo Branco, 2005, Prêmio “Álvaro Lins”; Água mole, SEMC-Kelps, 2005; Teologia de bolso.org. Sucesso Pocket, 2005; Ponto X, Kelps, 2007; O interior da letra, UCG/SEMC, 2007; Pontilhando, inédito, Prêmio Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos, 2007; Assombramentos, SEMC/Kelps, 2009; A linear do ponto G, Kelps, 2011; Sua excelência, o cliente, PUC/Kelps-SEMC, 2011; Poesia e ciberpoesia – leitura de poemas de Antonio Miranda, Kelps, 2011; As (I)ma(r)gens da crítica – poesia. Kelps-SEC, 2012; A arte de narrar de David Gonçalves, Sucesso Pocket, 2014; Navegante, Sucesso Pocket, 2015; A poesia se fez música, e a música, poesia, Scortecci, 2016.  Pertence a várias associações culturais, destacando-se a Academia Goiana de Letras, União Brasileira de Escritores, seção de Goiás, Instituto Histórico e Geográfico de Goiás e a Associação Brasileira de Literatura Comparada. Dentre os diversos prêmios literários recebidos, destacam-se o Prêmio Murilo Mendes, Juiz de Fora; Prêmio Cassiano Ricardo, São Bernardo do Campo; Troféu Tiokô, UBE-GO, 1994; Medalha Colemar Natal e Silva de Honra ao Mérito, outorgada pelo Conselho Estadual de Cultura do Estado de Goiás; Personalidade Cultural de 2004 e 2006, conferido pela UBE-Rio de Janeiro; Prêmio “Álvaro Lins” de Crítica, pelo livro O selo do poeta, UBE-RJ, 2007. Destacam-se também os honrosos títulos de Cidadão Goiano e Goianiense, concedidos pela Assembléia Legislativa do Estado de Goiás, em 18 de outubro de 2004, e pela Câmara Municipal de Goiânia, em 6 de junho de 2002. Comenda Visconde de Taunay, concedida pela Câmara Municipal de Anastácio – MS e Medalha de Reconocimiento al Merito – Producción Literaria, concedida pelo Ministério da Educação do Peru.

 

 

Indisponível.

Indisponível.

  • Compartilhe: