• Acessibilidade:

3 de Março

Publicado em 8 de março de 2018

3 de Março

Para Eurico Barbosa

 

 

3 de março não é um dia qualquer, mas, sim, perfeito para quem dele se apossou ao nascer. Afinal, o encontramos real, intenso, muitas vezes nascido e renascido na cidade que não é porto, mas, que o abrigou em suas raízes, suas casas, seus quintais de velhas e antigas árvores; sobrados gastos pelos fios das histórias.

Assim é ele: Eurico Barbosa, tal como o vemos e o entendemos.

Nome qualificado de plasticidade sonora. Político, cronista, orador. O mundo a abrigar-se dentro dele tanto quanto possível.

E assim somos nós: amigos, admiradores que o abraçam com carinho, como quem encontrou o que fosse de humano. É um luxo, dizemos nós, ser-se água clara em meio a tantos redemoinhos.

Assim, o vemos em seu perfil de chama clara.

Reaprendendo com as linhas de seus passos, a razão de ser-se gentil, minucioso, sábio. Gestos lentos de quem traz consigo o amanhecer em sua fala.

 

por Miguel Jorge.

  • Compartilhe: