• Acessibilidade:

DE INVEJA, PÁLIDA…

Publicado em 28 de agosto de 2018

A lua nova

Apareceu no céu,

Esguia e pontiaguda,

Acutilando desejos

De um sol

Escondido.

 

Mas olhou

Para a terra

E te viu,

Deitada

Na relva.

 

E desejou,

Como tu,

Aquele contato

Morno,

Sensual

E provocante,

Do corpo

No corpo;

Do desejo no desejo,

Sem medo

Ou pejo.

 

Aí,

Nervosa,

Inquieta e muda,

Sozinha e sem ajuda,

Recolheu-se

Entre as nuvens,

Como inválida…

De inveja,

Pálida.

por Getúlio Targino Lima.

  • Compartilhe: