• Acessibilidade:

POEMETO AO EFÊMERO

Publicado em 30 de novembro de 2018

Um pássaro verde

Contou à vida

Que a nuvem é passageira,

No céu,

E o céu é transitório,

Na vida,

E a vida é um relance,

No voo do pássaro.

Eis a relevância do temporário

E a urgência de se aproveitarem

As eternidades

Do finito,

Enquanto ainda há

Céu para as nuvens

E pássaros para a vida.

por Getúlio Targino Lima.

  • Compartilhe: