• Acessibilidade:

SOMBRA MURAL

Publicado em 18 de setembro de 2018

Pela rua estreita
vai alguém passando.
Num muro antigo,
pela rua estreita,
vai passando a sombra
de alguém passando.
Alguém, igualmente
essa alguma sombra
de alguém à frente.

Num caminho estreito
pelo mundo meu,
sou alguém que passa.
Num muro antigo
feito de passado,
minha sombra faz-se.
Passo no presente
e ela, pela frente,
passa no futuro.
No antigo muro
minha sombra passa.
Sombra de fogueira,
feita de fumaça.

por Emílio Veira.

  • Compartilhe: